../../_images/cdu2.png

Definição de Topologias de CDU

O primeiro passo para a utilização das estruturas de topologias de CDU no Anatem envolve a definição das mesmas. Este processo é semelhante à definição do próprio controle em si, por meio do código DCDU e entradas como DEFPAR, DEFVAL e FIMCDU, além dos Blocos de CDU.

Neste processo, consideramos o conceito de controle básico: um modelo genérico de controle que estará presente em diversos equipamentos. Os parâmetros definidos no controle básico por meio de DEFPAR próprio são, a principio, compartilhados entre todos os controladores definidos a partir desta topologia, mas podem ser alterados caso necessário. As definições de DEFVAL e dos Blocos de CDU, contudo, não podem ser editadas durante a associação da topologia a novos controladores; naturalmente, essas declarações são afetadas por mudanças em parâmetros DEFPAR, podendo serem alterados seus comportamentos de forma indireta.

Definição de Parâmetros em uma Topologia de CDU

Em uma topologia, ao contrário dos controladores regulares, existem dois tipos de parâmetros que podem ser definidos: os parâmetros obrigatórios e os parâmetros opcionais. É encorajado que os usuários utilizem os dois tipos de parâmetros para melhor modelar os seus controles, dependendo da função de cada parâmetro nas malhas dos controladores.

Parâmetros opcionais

São todos aqueles parâmetros em que não se é exigido que o usuário, ao associar um novo CDU a esta topologia, redefina seu valor. No processo de modelagem dos controladores, são em geral parâmetros que não deveriam depender da escolha do usuário, estando codificados nesta forma apenas pela conveniência da modelagem.

Também podem ser considerados parâmetros opcionais aqueles parâmetros que usualmente se apresentam iguais ao valor típico de referência.

Para a definição de um parâmetro opcional em uma topologia, defina normalmente o parâmetro pelo comando DEFPAR, associando um valor numérico explicito a este parâmetro. Caso, durante a associação, este parâmetro não seja redefinido, o valor utilizado pelo novo CDU será aquele definido previamente na própria topologia.

Nota

Em geral, os parâmetros dos CDUs definidos em DCDU e depois convertidos a topologias pela mudança do código para DTDU são desta categoria.

Dica

Se um parâmetro é igual em valor à maioria das suas associações, então este parâmetro pode ser considerado como típico e pode ser modelado pela modelagem de parâmetro opcional.

Parâmetros obrigatórios

São todos aqueles parâmetros em que se é exigido que o usuário, ao associar um novo CDU a esta topologia, redefina seu valor. Via de regra, são parâmetros muito particulares de cada equipamento (como constantes de tempo de estabilizadores) e não são compartilhados entre os equipamentos.

A definição de parâmetros obrigatórios é importante para garantir que o usuário, ao utilizar uma topologia previamente estabelecida, tenha certeza de que preencheu os parâmetros mínimos necessários para implementar o controle.

Dica

Se um parâmetro é específico para cada aplicação, então este parâmetro deve ser modelado como parâmetro obrigatório. A utilização de parâmetros obrigatórios exige do usuário o preenchimento do dado, diminuindo erros de modelagem em função do esquecimento.

Ver também

Veja a entrada Definição de CDU para mais informações acerca da definição de controladores CDU.