../_images/itaipu2.png

Máquinas Síncronas

Podem ser representados 3 tipos de modelo de gerador: modelo clássico (incluindo modelo de barra infinita), modelo de polos salientes e modelo de rotor liso. Nestes dois últimos modelos é possível representar a saturação. A cada barra de geração definida no programa Anarede, pode-se associar várias máquinas equivalentes (grupos de máquinas) através do código DMAQ, as quais por sua vez podem englobar várias unidades geradoras iguais. As máquinas não modeladas são automaticamente convertidas para impedâncias constantes. Unidades de máquinas podem ser desligadas através do código DEVT (evento RMGR).

Para se definir uma máquina no Anatem, é preciso antes definir o modelo do gerador (DMDG), o modelo da curva de saturação (DCST) e controladores de tensão, velocidade e estabilizador, que podem estar representados por modelos built-in (DRGT, DRGV e DEST) ou modelos CDU (DCDU, ACDU). Após estes modelos estarem definidos, é possível associá-los a uma barra do Anarede por meio do código DMAQ.

Nota

“Máquinas síncronas” é um termo guarda-chuva e que vale tanto para “gerador síncrono” quanto para “compensador síncrono”.

Códigos Relacionados

Modelo Dinâmico: DMDG

Modelo Estático: DGER

Controladores Built-in: DRGT DRGV DEST

Controladores Personalizados: ACDU DCDU DTDU

Associação De Controles: DMAQ

Dados Complementares: DCST DREL

Outros: DCEN DEVT DLOC DPLT