../../_images/dfnt1.png

Definição de Fonte Shunt Controlada

A definição do modelo Controladores Definidos pelo Usuário de fonte shunt controlada é feita através do código DCDU.

A fonte de tensão (Figura (A)) deverá ter sempre impedância equivalente não nula (\(R_{eq} \neq 0\) e/ou \(X_{eq} \neq 0\)), ou seja, ela não pode ser uma fonte ideal. Já a fonte de corrente (Figura (B)) pode ter admitância equivalente nula (\(G_{eq}=B_{eq}=0)\), ou seja, pode ser uma fonte ideal. Caso não seja definida uma base de potência específica para este tipo de modelo (campo de dados Sbas), as grandezas importadas e exportadas usam a base e potência do sistema CA (conforme definida no programa Anarede). Se não for definido um número de unidades para cada grupo de geração modelado pela fonte controlada (campo de dados Und), será assumido o valor \(1\), o que significa que esta fonte (assim como sua impedância/admitância) corresponde ao equivalente do grupo.

../../_images/codigo_de_execucao_dfnt.png

sendo, para a fonte de tensão shunt controlada

\(\dot{V_I} = V_{I_{r}} + jV_{I_{i}} \qquad \dot{V_T} = V_{T_{r}} + jV_{T_{i}} \qquad \dot{I_T} = I_{T_{r}} + jI_{T_{i}}\)

e para a fonte de corrente shunt controlada

\(\dot{I_I} = V_{I_{r}} + jV_{I_{i}} \qquad \dot{V}_T = V_{T_{r}} + jV_{T_{i}} \qquad \dot{I}_T = I_{T_{r}} + jI_{T_{i}}\)