../../_images/dfnt.png

Associação de Fonte Shunt Controlada

A associação do modelo Controladores Definidos pelo Usuário de fonte shunt controlada à barra de geração da rede elétrica definida no Anarede é feita através do código DFNT, conforme a seguir:

DNFT

Nb

Número de identificação da barra CA correspondente à parcela de geração que deverá ser associada ao modelo de fonte shunt controlada.

Gr

Número de identificação do grupo de geração modelado por fonte shunt controlada. Em uma barra podem estar conectados um ou mais grupos de geração modelados por fonte shunt controlada.

T

Define o tipo de modelo de fonte shunt controlada: V para modelo com fonte de tensão (modelo equivalente de Thévenin) e I para modelo com fonte de corrente (modelo equivalente de Norton)

FP%

Fator que define o percentual da geração ativa total inicial da barra (calculada pelo programa de fluxo de potência) correspondente ao grupo de geração que será modelado por fonte shunt controlada. A soma dos fatores dos grupos de geração de uma mesma barra devem totalizar \(100\%\) (é dada uma tolerância de \(\pm 0.1\%\)).

FQ%

Fator que define o percentual da geração reativa total inicial da barra (calculada pelo programa de fluxo de potência) correspondente ao grupo de geração que será modelado por fonte shunt controlada. A soma dos fatores dos grupos de geração de uma mesma barra devem totalizar \(100\%\) (é dada uma tolerância de \(\pm 0.1\%\)).

Und

Número de unidades iguais que constituem o grupo de geração modelado por fonte shunt controlada. Se for deixado em branco será considerado

\(1\) unidade.

Mc

Número de identificação do modelo de fonte shunt controlada, como definido no campo CDU do código DCDU ou, no caso de uma topologia, do código ACDU. Atualmente, não existe modelo predefinido de fonte shunt controlada.

u

Letra U se o modelo de fonte shunt controlada foi definido pelo usuário através do código DCDU ou, no caso de uma topologia, do código ACDU.

R ou G

Caso o modelo seja do tipo fonte de tensão (modelo Thévenin), corresponde à resistência equivalente de uma unidade do modelo que representa a parcela de geração, em % na base do equipamento. Caso o modelo seja do tipo fonte de corrente (modelo Norton), corresponde à condutância equivalente de uma unidade do modelo que representa a parcela de geração.

X ou B

Caso o modelo seja do tipo fonte de tensão (modelo Thévenin), corresponde à reatância equivalente de uma unidade do modelo que representa a parcela de geração, em % na base do equipamento. Caso o modelo seja do tipo fonte de corrente (modelo Norton ), corresponde susceptância equivalente de uma unidade do modelo que representa a parcela de geração.

Sbas

Potência aparente nominal de uma unidade de geração modelada como fonte shunt controlada, em \(MVA\), usada como base para os sinais de corrente e potência de entrada/saída do modelo. Se for deixado em branco assume o valor da base do sistema, especificado pela constante BASE do Anarede.

Dica

Em uma mesma barra CA podem ser definidos diferentes grupos de fonte controlada, cada um modelado de maneira diferente, conforme o exemplo a seguir:

Listagem 23 Exemplo de associação de múltiplos grupos de fonte shunt controlada à barra 10
1 (===============================================================================
2 ( ASSOCIAÇÃO DE FONTES SHUNT CONTROLADA À BARRA 10
3 (===============================================================================
4 DFNT
5 ( Nb)   Gr T (FP%) (FQ%) Und ( Mc )u (R ou G) (X ou B) (Sbas)
6   10    10 I    50    50   5    101U      1.2      4.0
7   10    20 I    25    25   2    201U      1.9      3.0
8   10    30 I    25    25  12    202U      1.9      3.0
9 999999

Os fatores de participação das fontes em uma mesma barra deverão totalizar \(100\%\).

Unidades de fontes shunt controlada podem ser desligadas através do código DEVT (evento RFNT).