../../_images/tutorial.png

Tutorial sobre Topologia de CDU

Os procedimentos apresentados a seguir visam ilustrar o processo da modelagem de Topologias de Controladores Definidos pelo Usuário.

O exemplo apresentado se encontra dentro do exemplo 27 – TOPO_CDU da pasta de Exemplos distribuída juntamente com a instalação do programa. O caso utilizado é o 2 Áreas do Kundur, original, com três excitatrizes diferentes modeladas via topologia:

  • 0001 – Excitatriz Autoexcitada

  • 0002 – Excitatriz Estática

  • 0003 – Excitatriz Estática com Redutor de Ganho Transitório

O objetivo deste caso é, a partir de uma única definição de uma excitatriz, aplicar essa Topologia em 4 máquinas diferentes do sistema, sem precisar replicar o código do CDU.

Como definir uma topologia

No caso exemplo, estão modeladas três topologias distintas de excitatrizes (autoexcitada, estática e estática com redutor de ganho transitório). Para o exemplo em questão, o objetivo está em aplicar às quatro máquinas presentes no caso, a excitatriz estática modelada (com algumas diferenças em seus parâmetros). Inicialmente, definiremos a topologia deste regulador pelo código DTDU:

Listagem 119 Exemplo de definição de uma topologia
 1 DTDU
 2 (ntop) ( nome topo)
 3 0002 AVR_ESTATICA
 4 (EFPAR (npar) (     valpar     )
 5 DEFPAR #Tr                  0.01
 6 DEFPAR #Ka                 200.0
 7 DEFPAR #Lmin                  -4
 8 DEFPAR #Lmax                   4
 9 (nb) (tipo) (stip)s(vent) (vsai) ( p1 )( p2 )( p3 )( p4 ) (vmin) (vmax)
10 1 IMPORT VOLT          ET
11 2 ENTRAD               VREF
12 3 IMPORT VSAD          VPSS
13 4 LEDLAG        ET     X4     1.0          1.0   #Tr
14 5 SOMA         +VREF   X5
15                 -X4     X5
16                 VPSS   X5
17 6 GANHO         X5     X6     #Ka
18 7 LIMITA        X6     EFD                             LMIN   LMAX
19 8 EXPORT EFD    EFD
20 (DEFVA (stip) (vdef) ( d1 )
21 DEFVAL        LMIN   #Lmin
22 DEFVAL        LMAX   #Lmax
23 FIMCDU
24 999999

Note que a sua formatação é idêntica a um CDU convencional, com exceção do Código de Execução utilizado, naturalmente. Parâmetros e valores de variáveis são definidos normalmente e são considerados valores default para a topologia.

Como criar um CDU a partir de uma topologia

A topologia definida, contudo, ainda não foi associada. Se em um DMAQ, por exemplo, for informado o CDU 0002 como um regulador, o Anatem irá relacionar a máquina com o CDU declarado com este número. Como a numeração de topologia (DTDU) e de CDU (DCDU) são independentes, o Anatem deverá apresentar erro na associação. ‘ Para utilizar a topologia, é preciso criar um novo CDU baseado nesta topologia, por meio do comando ACDU; neste comando, associa-se a topologia a um novo CDU, como se este tivesse sido defino sob comando DCDU, conforme o exemplo abaixo:

Listagem 120 Exemplo de associação de novos CDUs a uma topologia
1 ACDU
2 (ncdu) (ntop) ( nome cdu )
3   0002      2 AVRMAQ2
4 FIMCDU
5 (ncdu) (ntop) ( nome cdu )
6   0004      2 AVRMAQ4
7 FIMCDU
8 999999

Neste exemplo, o código ACDU gerará os CDUs de número 0002 e 0004 idênticos à topologia definida previamente com número 2. Esses novos controladores terão como nome “AVRMAQ2” e “AVRMAQ4”, respectivamente.

Como alterar parâmetros de uma topologia

Além da definição de novos controles idênticos a uma topologia de referência, é permitido também a alteração dos parâmetros definidos desta topologia (DEFPAR). Nenhum outro componente da topologia pode ser alterado dentro do código ACDU.

Listagem 121 Exemplo de associação de novos CDUs a uma topologia, com alteração de parâmetro
 1 ACDU
 2 (ncdu) (ntop) ( nome cdu )
 3     1      2 AVRMAQ1
 4 (EFPAR (nome) (     valor      )
 5 DEFPAR #Ka                 190.0
 6 FIMCDU
 7 (ncdu) (ntop) ( nome cdu )
 8     3      2 AVRMAQ3
 9 (EFPAR (nome) (     valor      )
10 DEFPAR #Tr                 0.015
11 FIMCDU
12 999999

Neste exemplo, o código ACDU gerará um CDU de número 0001, baseando-se na topologia de número 0002, dando a este CDU o nome de “AVRMAQ1” e alterando o DEFPAR do parâmetro #Ka de 200,0 para 190,0. Definição análoga também acontece com o CDU 0003.

Erro

Um parâmetro definido via ACDU precisa estar definido previamente no DTDU. Parâmetros novos em ACDU são considerados erros. Um parâmetro usado dentro da topologia (DTDU) e não declarado na mesma (por DEFPAR) causará um erro.

Declaração equivalente sem topologia

As declarações DTDU e ACDU têm o mesmo efeito prático da seguinte declaração por DCDU. Em destaque, se encontram as linhas com alteração nos parâmetros em relação a definição da topologia:

Listagem 122 Exemplo de declaração de CDU equivalente, sem topologia
 1 DCDU
 2 (ntop) ( nome topo)
 3 0001 AVRMAQ1
 4 (
 5 (EFPAR (npar) (     valpar     )
 6 DEFPAR #Tr                  0.01
 7 DEFPAR #Ka                 190.0
 8 DEFPAR #Lmin                  -4
 9 DEFPAR #Lmax                   4
10 (
11 (nb) (tipo) (stip)s(vent) (vsai) ( p1 )( p2 )( p3 )( p4 ) (vmin) (vmax)
12 1 IMPORT VOLT          ET
13 2 ENTRAD               VREF
14 3 IMPORT VSAD          VPSS
15 4 LEDLAG        ET     X4     1.0          1.0   #Tr
16 5 SOMA         +VREF   X5
17                 -X4     X5
18                 VPSS   X5
19 6 GANHO         X5     X6     #Ka
20 7 LIMITA        X6     EFD                             LMIN   LMAX
21 8 EXPORT EFD    EFD
22 (DEFVA (stip) (vdef) ( d1 )
23 DEFVAL        LMIN   #Lmin
24 DEFVAL        LMAX   #Lmax
25 FIMCDU
26 (ntop) ( nome topo)
27 0002 AVRMAQ2
28 (
29 (EFPAR (npar) (     valpar     )
30 DEFPAR #Tr                  0.01
31 DEFPAR #Ka                 200.0
32 DEFPAR #Lmin                  -4
33 DEFPAR #Lmax                   4
34 (
35 (nb) (tipo) (stip)s(vent) (vsai) ( p1 )( p2 )( p3 )( p4 ) (vmin) (vmax)
36 1 IMPORT VOLT          ET
37 2 ENTRAD               VREF
38 3 IMPORT VSAD          VPSS
39 4 LEDLAG        ET     X4     1.0          1.0   #Tr
40 5 SOMA         +VREF   X5
41                 -X4     X5
42                 VPSS   X5
43 6 GANHO         X5     X6     #Ka
44 7 LIMITA        X6     EFD                             LMIN   LMAX
45 8 EXPORT EFD    EFD
46 (DEFVA (stip) (vdef) ( d1 )
47 DEFVAL        LMIN   #Lmin
48 DEFVAL        LMAX   #Lmax
49 FIMCDU
50 (
51 (ntop) ( nome topo)
52 0003 AVRMAQ3
53 (
54 (EFPAR (npar) (     valpar     )
55 DEFPAR #Tr                 0.015
56 DEFPAR #Ka                 200.0
57 DEFPAR #Lmin                  -4
58 DEFPAR #Lmax                   4
59 (
60 (nb) (tipo) (stip)s(vent) (vsai) ( p1 )( p2 )( p3 )( p4 ) (vmin) (vmax)
61 1 IMPORT VOLT          ET
62 2 ENTRAD               VREF
63 3 IMPORT VSAD          VPSS
64 4 LEDLAG        ET     X4     1.0          1.0   #Tr
65 5 SOMA         +VREF   X5
66                 -X4     X5
67                 VPSS   X5
68 6 GANHO         X5     X6     #Ka
69 7 LIMITA        X6     EFD                             LMIN   LMAX
70 8 EXPORT EFD    EFD
71 (DEFVA (stip) (vdef) ( d1 )
72 DEFVAL        LMIN   #Lmin
73 DEFVAL        LMAX   #Lmax
74 FIMCDU
75 (ntop) ( nome topo)
76 0004 AVRMAQ4
77 (
78 (EFPAR (npar) (     valpar     )
79 DEFPAR #Tr                  0.01
80 DEFPAR #Ka                 200.0
81 DEFPAR #Lmin                  -4
82 DEFPAR #Lmax                   4
83 (
84 (nb) (tipo) (stip)s(vent) (vsai) ( p1 )( p2 )( p3 )( p4 ) (vmin) (vmax)
85 1 IMPORT VOLT          ET
86 2 ENTRAD               VREF
87 3 IMPORT VSAD          VPSS
88 4 LEDLAG        ET     X4     1.0          1.0   #Tr
89 5 SOMA         +VREF   X5
90                 -X4     X5
91                 VPSS   X5
92 6 GANHO         X5     X6     #Ka
93 7 LIMITA        X6     EFD                             LMIN   LMAX
94 8 EXPORT EFD    EFD
95 (DEFVA (stip) (vdef) ( d1 )
96 DEFVAL        LMIN   #Lmin
97 DEFVAL        LMAX   #Lmax
98 FIMCDU
99 999999

Dica

Utilize a estrutura de topologia para aumentar a legibilidade do banco de dados e redução do seu custo de manutenção!